segunda-feira, 3 de abril de 2017

O ATO DE EDUCAR


O ato de educar não é mecanicamente profissional 
O ato de educar é de mais árdua paixão, de amor incondicional.
O ato de educar exige engajamento, comprometimento, abnegação.
É uma luta física e mental diária onde buscamos muito mais do que um simples salário no fim do mês... 
Buscamos atingir todos os objetivos... 
Desenvolver todas as habilidades... 
Orientar todos os conhecimentos... 
Facilitar todas as aprendizagens... 
O prêmio? É a realização pessoal vinda através de um sorriso de criança frente a uma nova descoberta. Somos, sim! Sonhadoras de um mundo justo repleto de cidadãos críticos, questionadores, participantes, ativos numa Sociedade igualitária, digna, honesta...
Acreditamos no ato de educar em busca do nosso sonho. 
Ousamos no desafio de inovar dentro da sala de aula.
Somos partículas de Deus enviadas especialmente para essa sublime missão: Educar!



Texto de Patrícia Fontes, adaptado por Regina Gregório

Um comentário:

  1. Sim, penso que para ser um pedagogo que busca ensinar, e principalmente acolher, temos que ter um dom e estar abertos as atualidades de forma a adaptar a didática sem perdermos a essência, mas nos fazendo ser atuantes e profissionais, capacitando nossos próprios conhecimentos.

    ResponderExcluir

Eu aguardo as sementes que você possa vir a lançar. Depois selecioná-las e plantar.