quinta-feira, 24 de março de 2011

idéias...

Nova edição do Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso 
23/03/2011

Em sua sétima edição, o concurso Ler e Escrever é Preciso incentiva o hábito da leitura e expressão autoral através da escrita. Os participantes interagem com os temas escolhidos a cada edição, acessando conteúdos e bibliografia especialmente selecionados.

Os autores dos melhores textos são reconhecidos durante evento cultural em São Paulo e com a publicação de obra coletiva, distribuída a todos os participantes.

Realizado via web e com abrangência nacional, é aberto às escolas públicas e particulares de todos os níveis da educação, ONGs e bibliotecas.

Em penitenciárias

Com o objetivo de apresentar o 7º Concurso Cultural Ler e Escrever é Preciso para 75 coordenadores de educação dos presídios de São Paulo, o Instituto Ecofuturo realizou uma oficina na FUNAP – Fundação Professor Manoel Pedro Pimentel para que as unidades prisionais também participem do concurso com alunos e educadores.

A oficina visou promover uma reflexão sobre o tema Vamos Cuidar da Vida! por meio de uma dinâmica participativa. Na ocasião foram tiradas todas as dúvidas sobre a participação e inscrição, além de apresentação da Biblioteca Virtual, com foco na publicação Cuidados com a Vida.

Divididos em grupos de até cinco pessoas, os integrantes deveriam escolher um texto da publicação, que estavam “pendurados” em varais. Após a escolha, os grupos faziam um debate sobre o tema dos textos escolhidos e depois escreviam sobre o entendimento e inspiração, relacionado a sua realidade na área de educação em presídios. Ao término dos debates e escrita foi aberto um espaço para a leitura em voz alta dos textos produzidos. O melhor texto, por escolha de todos os participantes da sala, foi premiado.

De acordo com Felipe Athayde Lins de Melo, superintendente da FUNAP, todos os educadores ficaram motivados para participar do concurso. “A qualidade da oficina foi primordial para fazer com que nossos 75 educadores possam participar do concurso, além de levarem a ideia para seus alunos”, afirma ele.

A Fundação "Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel", instituída há mais de 30 anos, é vinculada à Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e tem por missão contribuir para a inclusão social de presos e egressos, desenvolvendo seus potenciais como indivíduos, cidadãos e profissionais. Para isso, planeja, desenvolve e avalia, no âmbito estadual, programas sociais nas áreas da assistência jurídica, da educação, da cultura, da capacitação profissional e do trabalho para as pessoas que se encontrem privadas de liberdade, contribuindo para a inclusão social dos mesmos.

Para mais informações sobre o concurso, acesse: http://www.ecofuturo.org.br/concursocultural

Fonte: Instituto Ecofuturo
 
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu aguardo as sementes que você possa vir a lançar. Depois selecioná-las e plantar.