domingo, 23 de fevereiro de 2014

Educação Infantil, lugar de aprendizagem

Educação Infantil, lugar de aprendizagem

Como organizar os espaços da creche e da pré-escola e integrá-los à rotina pedagógica

Compartilhe
Página 1 de 7>>|
Educação Infantil. Sala multiuso. Foto: Vilmar Oliveira
Para os pequenos, quase tudo na vida é brincadeira. Por isso, na Educação Infantil, não faz sentido separar momentos de brincar dos de aprender. Essa simultaneidade pede que espaços e rotina da escola sejam planejados de modo a proporcionar multiplicidade de experiências e contato com todas as linguagens, o tempo todo. Sem abrir mão, é claro, dos cuidados com segurança e saúde.
É nesse ambiente de aprendizagem que as crianças vão socializar-se e ganhar autonomia. "Dentro do espaço da Educação Infantil é necessária a integração entre o educador, o planejamento pedagógico e a organização dos lugares, que funcionam como mais um elemento educativo, como se fossem um professor a mais", explica Elza Corsi, formadora do Instituto Avisa lá, de São Paulo.
Com essa concepção, que vai muito além da visão assistencialista, órgãos como Ministério da Saúde e Ministério da Educação prepararam documentos para orientar a organização dos espaços nesse segmento. Nas próximas páginas, você conhece essas indicações e entende como elas se relacionam com a rotina pedagógica na Educação Infantil.

Como organizar os espaços da creche e da pré-escola e integrá-los à rotina pedagógica

Compartilhe
|<<Página 5 de 7>>|
Berçário (0 a 2 anos)
1. Sala de repouso  Este espaço precisa ser bem arejado e com iluminação controlada para o conforto dos bebês. Eles podem dormir em berços - separados uns dos outros por pelo menos 50 cm para facilitar a movimentação dos adultos - ou em colchonetes devidamente higienizados, para aqueles que começarem a engatinhar. Nas paredes aplique cores suaves e no piso, revestimento de fácil limpeza. Quando necessário, coloque telas de proteção contra insetos nas janelas. Roupas de cama e chupetas não podem ser compartilhadas para evitar a transmissão de doenças. São objetos pessoais, trazidos pelos responsáveis de cada criança. No caso de berços compartilhados por mais de um bebê, coloque as fotos das crianças em cada um dos lados do berço e guarde as roupas de cama em saquinhos plásticos durante o revezamento entre os pequenos. Em certos casos, a sala de repouso também serve à amamentação, desde que colocadas poltronas para as mães, separadas por biombos do restante do ambiente. Não esqueça de equipar este espaço com pias para a lavagem das mãos e água potável para as mães e crianças. Quanto aos colchonetes, armazene-os em escaninhos, separadamente, com o lençol, ou empilhados, sem o lençol.
2. Fraldário  Equipe o espaço de higiene dos bebês com bancada e colchonetes para a troca de fraldas; prateleiras e armários para guardar as toalhas, as fraldas e os materiais de limpeza; banheiras feitas de material lavável acopladas às bancadas; cabides para pendurar toalhas e roupas e lixeiras com tampa acionada por pedal próximas dos trocadores e ao alcance dos educadores - para descarte rápido da sujeira. Enquanto uma criança toma banho, mantenha as outras em bebês-conforto.
3. Lactário  A higiene no chão, paredes e teto do lactário é fundamental para evitar a contaminação e preservar a saúde das crianças. Este é o espaço de preparo das mamadeiras e alimentação dos bebês. Jamais assopre os alimentos. Deixe que esfriem naturalmente. O ideal é instalar o lactário em um local distante dos banheiros e da lavanderia.
4. Solário  Tomar sol é importante para a fixação do cálcio nas crianças. Por isso, ter um solário - área descoberta para o banho de sol, com localização próxima das salas de repouso e atividades - compatível com o número de bebês atendidos pela instituição é importante. O ideal é ter pelo menos 1,5m² por criança, com livre trânsito para os carrinhos e desníveis no piso para oferecer desafios aos pequenos. As atividades no solário devem acontecer duas vezes ao dia, sempre antes das 10 e após às 16 horas, sendo meia hora para banho de sol e entre 40 minutos e uma hora para brincadeiras na área externa. Brinquedos grandes, como casinhas e balanços, são bem-vindos, assim como mangueiras para refrescar as crianças nos dias de muito calor.
Minigrupo (2 e 3 anos)
1. Salas de atividades  É importante que cada turma de crianças entre 2 e 5 anos tenha uma sala de atividades com a qual possa manter uma estreita relação de identificação. Este espaço precisa estimular as explorações, a socialização e privacidade das crianças. Instale quadro, cabides para mochilas, prateleiras, mesas, cadeiras, almofadas, colchonetes, livros, relógio, calendário, quadro de nomes e espaço para fixação de trabalhos, ao alcance das crianças. Um espelho em cada uma das salas ajuda em atividades para o desenvolvimento da identidade. Pia para a lavagem das mãos, na altura das crianças, e água potável, também são importantes - desde que cada criança tenha sua caneca individual, higienizada e facilmente identificável. Uma sugestão é aproveitar os desenhos dos pequenos para identificar as canecas. Quanto à disposição do mobiliário, evite acumular os móveis próximos à parede, já que as crianças costumam aglomerar-se nos lugares melhor estruturados. Organize cantinhos que favoreçam diferentes interações para as crianças. Mais uma dica: se possível, as salas devem ser ensolaradas, com vista para o lado nascente do sol. Se houver áreas verdes ao redor do prédio, janelas com peitoril na altura dos pequenos e os devidos cuidados para garantir a segurança o contato com a natureza certamente será ampliado.
2. Banheiros  Tente garantir um vaso sanitário, um chuveiro e um lavatório para cada 20 crianças. Todas as peças precisam ser baixas. Evite quinas e outros objetos pontiagudos, assim como chaves ou trincas nas portas. Mantenha o banheiro dos adultos em ambiente separado, com cabines de vestiário. Para facilitar a mobilidade das crianças e promover a acessibilidade, construa rampas e coloque barras de apoio nas cabines sanitárias. Sugestão que, aliás, vale para a acessibilidade de todos os espaços da instituição.
Continue lendo a reportagem
Compartilhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu aguardo as sementes que você possa vir a lançar. Depois selecioná-las e plantar.