quinta-feira, 16 de junho de 2011

Haddad critica concursos para contratação de professores

Folha.com, 15/06/2011

LARISSA GUIMARÃES DE BRASÍLIA
O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira que os concursos para contratação de professores nos Estados e municípios são "muito mal feitos". Ele criticou também o fato de que várias unidades da Federação nem chegam a fazer uma seleção para professores. "Hoje os concursos são muito mal feitos, isso quando são feitos", afirmou, durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados. O Ministério da Educação quer ajudar a elaborar uma prova nacional de concurso para ingresso na carreira docente. De acordo com Haddad, os gestores poderão abrir editais para selecionar professores com base nas notas desse exame.


O ministro também defendeu que o novo PNE (Plano Nacional de Educação) seja mais enxuto pois, caso contrário, poderá se tornar apenas uma "carta de intenções". O plano está em tramitação na Câmara e já foram sugeridas quase 3.000 emendas. Ele afirmou que não há "pouca ousadia" no novo projeto, que conta com 20 metas e aproximadamente 170 estratégias. "Não podemos repetir esse erro, de aprovar um plano de intenções", disse Haddad. Em março do ano passado, a Folha revelou que o ministério cumpriu cerca de um terço das 294 metas do último PNE. Esse dado fazia parte de um levantamento feito sob encomenda para o MEC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eu aguardo as sementes que você possa vir a lançar. Depois selecioná-las e plantar.